Vanguart

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

ANO NOOOOOVOOOO! Come 2013!
   
      Os últimos dias do ano velho e os primeiros do ano novo coincidem com o começo das minhas férias. Eu ainda estou meio boba com os dias inteirinhos para eu fazer o que eu quiser. Entre a TV, o sofá, o computador, as caminhadas e coisas para por em ordem. É assim todos os anos.
    Hoje, último dia de 2012, inspirada pelos e-mails de feliz ano novo, pela Fátima Bernardes e seus convidados no aborrecido programa dela, faço meu balanço do ano que passou. Trabalho de mais, grana de menos, o saldo é mais positivo do que negativo porque a saúde é mais do que tudo na vida.
     Obrigada meu DEUS!Obrigada meu DEUS!Obrigada meu DEUS!365 obrigadas!
            Enfim, aqui estão algumas fotos das lembranças desse finalzinho de ano: minhas cadeiras de sentar e não fazer nada, o livro que estou lendo, os livros para ler, meu jardinzinho pra cuidar.








sexta-feira, 20 de abril de 2012

Demorei mais de 40 anos para sair da adolescência e tenho de confessar que não é bom. Eu não gosto dessa adulta que ficou séria porque tem tantos compromissos e contas e obrigações e o trabalho, e as filhas, e o supermercado, e o dentista, e as contas outra vez e por aí vai. Eu também ando odiando frases como aquela que diz que é nas dificuldades que eu passo que aprendo a ser tolerante e que as tristezas me farão inabalável. Para o diabo todas as frases feitas e mensagens de internet e aquela conversa mole e superiora de gente que passou por grandes traumas e usa isso para me passar "liçãozinha de moral." Eu ando mesmo indignada. ‎Odeio a frase "eu vou no super, comprar umas cervas para o churras", como já falou uma escritora.