Vanguart

quarta-feira, 16 de março de 2011

Minha cobra de estimação




Sou uma pessoa esquisita. Gosto de limpeza. Vou explicar, afinal é provável que a maioria das pessoas não tolerem porquices.
É que eu adoro limpar certas coisas. Por exemplo, esses dias vi uns trocinhos pretos no azulejo do meu banheiro (mofo). Espirrei o tal do limpa limo. Não ficou lá essas coisas. Então, no meio do banho, com a cabeça encharcada de shampoo, peguei uma escovinha de dentes velha com sabão e ah! Que sensação gostosa, os pretinhos escorrendo pelo azulejo, mortinhos da silva.
Até aí acho que não pareço um pessoa cujo os transtornos obsessivos compulsivos prejudiquem alguém, porém vou confessar: sair de casa para passear e saber que deixei um azulejo com sujeirinha me deixa contrariada. Pode ser a festa do ano.
Confessei.
É uma vergonha revelar essas esquisitices, mas também um alívio, sabia?
Conversando com uma amiga psicóloga, nada sobre esse "vício", claro. Ela falava sobre como o psicólogo atua para ajudar as pessoas. E eu, muito interesseira, prestando atenção em todos os detalhes.
Então, ela dizia que praticamente todas as pessoas precisam de um psicólogo. Que todos temos incômodos ou "encostos", os quais precisamos enxergar para podermos nos livrar. Que o incômodo costuma ser a cobra que pica nossos pés. E nós nos encontramos em um quarto escuro. Alguns de nós possuem um fósforo para enxergar a cobra e por isso mal conseguem percebê-la. Outros possuem uma vela. Outros um lampião, e tem gente que possui um holofote.
Eu tenho um show pirotécnico que clareia meu quarto escuro. Eu vejo a cobra e tenho pavor dela.
Só não consigo matá-la...

3 comentários:

Ulisses Coelho disse...

nossaaaaa!!!!

q pavor de cobra é esse???

belissimo texto queridaaa

love you!!!!

Apaixonados disse...

Ótimo texto!

Tenho certas coisas assim, mas fico envergonhada de contar tbm.

Abraços
Thai

BenhowMonteiro disse...

Haha' Você é a Monica do FRIENDS total kkkkkk'

http://www.benhowmonteiro.blogspot.com